Eduardo Cabrita podia ter dito qualquer coisa de esquerda
Carlos Rodrigues Lima Grande Repórter
03 de dezembro de 2021

Eduardo Cabrita podia ter dito qualquer coisa de esquerda

Um ministro não é um mero passageiro numa viatura oficial. Mas foi preciso um despacho do Ministério Público e eleições à porta para Eduardo Cabrita fazer o óbvio. Mas nem uma palavra de respeito com a família da vítima, nem solidariedade com o motorista.

Muito mal vai a política quando é necessário um qualquer despacho do Ministério Público para que um ministro perceba que já não tem condições para continuar. O caso do acidente que envolveu a viatura oficial de Eduardo Cabrita é apenas mais um exemplo de que como a política, por um lado, está refém da justiça, e como, por outro, se esconde por detrás dela.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais