Russos acusam norte-americanos de estarem a ajudar ISIS

Lusa 04 de outubro de 2017
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de abril
As mais lidas

Ministério da Defesa da Federação Russa diz que alguns dos ataques do grupo radical às tropas sírias só são possíveis com informação norte-americana

Dirigentes militares russos acusaram os EUA de estarem a ajudar o grupo radical Estado islâmico a fazer uma série de ataques às tropas sírias.

Valery Sharifulin\TASS via Getty Images
As acusações russas reflectem o aumento da tensão à medida que as forças sírias apoiadas pelos norte-americanos e o exército do regime de Damasco, apoiado pelos russos - com ambos a combaterem o Estado Islâmico -, correm pelo controlo das áreas do leste da Síria, dotadas com petróleo e gás natural.

O porta-voz do Ministério da Defesa da Federação Russa, Igor Konashenkov, disse que o Estado Islâmico lançou uma série de ataques, na semana passada, de uma área perto da fronteira da Síria com a Jordânia, onde estão baseados os conselheiros militares norte-americanos.

Konashenkov especificou que os ataques, verificados na proximidade de Al-Qaryatayn, na província de Homs, e numa autoestrada importante, que liga Palmyra e Deir el-Zour, não teriam sido possíveis sem informações norte-americanas.

O porta-voz ministerial especulou que "uma libertação rápida do vale do Rio Eufrates (na posse do Daesh) aparentemente contraria os planos dos EUA", acrescentando que "apoiar e namorar com terroristas por parte dos colegas norte-americanos é o principal obstáculo à destruição completa do (grupo) Estado Islâmico na Síria".
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais