Polícia Marítima portuguesa resgata 40 migrantes na Grécia

Lusa 16 de novembro de 2019
As mais lidas

Autoridade Marítima Nacional em missão na ilha grega de Lesbos já resgatou mais de 6 mil migrantes desde que iniciou participação na operação Poseidon, em 2014.

A Polícia Marítima portuguesa em missão na ilha grega de Lesbos resgatou esta sexta-feira 40 migrantes, entre os quais 11 crianças, que navegavam num bote, anunciou a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

"A equipa da Polícia Marítima intercetou um bote a 3,7 quilómetros de Karokas, tendo todos os migrantes sido transferidos para a embarcação 'Arade', por razões de segurança, e transportados para o porto de Skala Skamineas, onde desembarcaram e ficaram ao cuidado das autoridades gregas", refere a AMN em comunicado.

A bordo do bote estavam 40 migrantes, sendo 11 crianças, 10 mulheres e 19 homens.

A Polícia Marítima encontra-se integrada na operação Poseidon, sob égide da agência europeia Frontex e em apoio à Guarda Costeira grega, com o objetivo de controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e externas da União Europeia, no combate ao crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda costeira europeia.

"Desde 2014, quando iniciou a participação na missão Poseidon na Grécia, a Polícia Marítima já resgatou 6.676 migrantes", acrescenta.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais