PGR do Brasil abre inquérito a declarações de ex-juiz Sérgio Moro sobre Bolsonaro

Correio da Manhã 24 de abril de 2020

Objetivo é apurar crimes em possível interferência na Polícia Federal.

O procurador-geral da república do Brasil, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal que abrisse inquérito para apurar a veracidade das acusações feitas pelo ministro da Justiça demissionário, Sérgio Moro, sobre o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro. 

Augusto Aras aponta para a eventual "ocorrência de crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução à justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra", segundo aponta o jornal brasileiro Folha de São Paulo. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login