ONU denuncia violações, canibalismo e desmembramentos na guerra do Congo

David Oliveira com Leonor Riso 04 de julho de 2018

Estes actos criminosos foram revelados pela investigação de uma equipa da ONU.

Rebeldes e tropas do governo cometeram vários crimes no Congo, como violações em massa, canibalismo e desmembramento de civis. É o que revela um relatório publicado na passada terça-feira, dia 26 de Junho, por uma equipa de peritos em direitos humanos da ONU. 

A equipa encarregue de investigar o conflito em Kasai, na República Democrática do Congo, disse ao Conselho de Direitos Humanos da ONU que suspeitava que todas as partes envolvidas na guerra eram culpadas destes crimes contra a Humanidade.

O relatório conta que alguns rapazes foram obrigados a violar as próprias mães, que as mulheres tinham de escolher entre morrer ou ser violadas por grupos e pequenas meninas foram levadas a acreditar que a feitiçaria permitia que apanhassem balas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais