Kim Jong-Un teme ser assassinado no encontro com Trump

Kim tem-se mostrado preocupado com a possibilidade de ser assassinado desde que se tornou líder da Coreia do Norte.

Kim Jong-un

Duas fontes próximas das negociações Trump-Kim garantiram à agência Bloomberg que Kim Jong-Un está com receio de ser assassinado durante o seu encontro com Trump em Singapura.

A viagem, marcada para dia 12 de Junho em Singapura depois de várias discussões e cancelamentos, levará o líder norte-coreano para o ponto mais longe que alguma vez esteve do seu país desde que subiu ao poder em 2011.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais