Covid-19: Suécia regista pico de mortes. Mas nada fechou (ainda)

Covid-19: Suécia regista pico de mortes. Mas nada fechou (ainda)
Leonor Riso 16 de abril de 2020

O país continua a testar menos que os outros países escandinavos e, ao contrário deles, não fechou cafés, escolas e restaurantes.

Esta quinta-feira, a Suécia registou um pico de mortes devidas ao novo coronavírus: 170 em 24 horas. Contudo, apesar de terem sido concedidos mais poderes ao governo, os cafés, bares, escolas, restaurantes, cabeleireiros e ginásios ainda permanecem abertos. 

A Covid-19 já matou 1.333 pessoas e infetou 12.540 no país. Registam-se ainda 550 recuperados.

<blockquote class="embedly-card"><h4><a href="https://www.sabado.pt/mundo/europa/detalhe/suecia-ve-se-obrigada-a-mudar-a-estrategia-contra-o-coronavirus">Suécia vê-se obrigada a mudar a estratégia contra o coronavírus</a></h4><p>O antigo primeiro-ministro da Suécia Carl Bildt, atualmente membro do think-tank European Council on Foreign Relations, admitiu que o governo sueco está a tentar mudar a sua estratégia para combater o coronavírus. Procura agora uma legislação mais forte que ajude a reduzir a velocidade de contágio.</p></blockquote>
<script async src="//cdn.embedly.com/widgets/platform.js" charset="UTF-8"></script>

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais