Covid-19. Bangladesh constrói hospital de campanha em três semanas

Lusa 14 de maio de 2020
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de abril
As mais lidas

Sob confinamento obrigatório, o país registou desde o início da pandemia 269 mortos e quase 18 mil casos. Especialistas acreditam que esses números são apenas parciais.

O Bangladesh construiu um grande hospital de campanha em três semanas para acomodar pacientes infetados com a covid-19, no momento em que cresce o número de casos no país asiático.

hospital bangladesh covid coronavirus
hospital bangladesh covid coronavirus Getty Images

Sob confinamento obrigatório, o Bangladesh registou desde o início da pandemia 269 mortos e quase 18 mil casos. Contudo, os especialistas acreditam que esses números são apenas parciais, devido a uma baixa taxa de deteção.

Atualmente, apenas alguns hospitais públicos do Bangladesh estão a tratar pacientes da covid-19.

As autoridades esperam que o novo hospital de campanha na capital, Daca, com uma capacidade inicial de 2.084 camas, ajude a reduzir a pressão sobre o sistema de saúde.

Se a epidemia piorar significativamente, o hospital de campanha pode mais do que duplicar a sua capacidade, se necessário, até cinco mil camas.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 296 mil mortos e infetou mais de 4,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais