Hans Christian Wolters: “Temos a certeza de que o Christian Brückner matou Madeleine McCann”

Hans Christian Wolters: “Temos a certeza de que o Christian Brückner matou Madeleine McCann”
Sandra Felgueiras 07 de maio

O procurador afirma que a constituição de arguido do alemão, pela justiça portuguesa, só veio confirmar a sua tese de que ele é culpado. Contudo, recusa contar tudo sobre o misterioso desaparecimento da criança inglesa.

Quinze anos após o desaparecimento de Madeleine McCann da Praia da Luz, no Algarve, o caso continua envolto em mistério. Em exclusivo à Investigação SÁBADO, o Procurador alemão, Hans Christian Wolters  – que há dois anos anunciou ter identificado o homicida de Madeleine – afirma que Christian Brückner, o alemão de 43 anos, "matou Madeleine McCann". Para a Polícia Judiciária, em Portugal, parece evidente que Brückner não poderia ter cometido o crime sozinho. Mas, apesar das várias pistas que colocam a ex-namorada do suspeito no centro deste crime, o procurador alemão insiste que Nicole Fehlinger é apenas uma testemunha. Mas acrescenta, à resposta, um significativo "para já!".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui