Bernard-Henri Lévy: “Se a Rússia sair vencedora, será um caos, uma espécie de nova Idade Média”

Paulo Barriga 23 de janeiro

Cronista, filósofo, realizador, tornou-se famoso nos anos 70, já percorreu quase todos os cenários de confito armado. Esteve 13 vezes na Ucrânia, desde a invasão de Putin, e está a fazer um documentário sobre a guerra.

Tem passado os últimos meses na Ucrânia. Bernard-Henri Lévy já esteve em todas as frentes da batalha. Está a rodar um filme não sobre a guerra, em si, mas antes sobre o conflito entre uma “personagem habitada por ideologias negras” – Putin – e aqueles que lutam pela “sobrevivência do homem livre”.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui