Teixeira dos Santos: Governo "nunca interferiu em qualquer operação" da Caixa

Jornal de Negócios 19 de junho de 2019

O antigo ministro das Finanças do Governo de José Sócrates está a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito à gestão da Caixa.

O Estado, enquanto acionista, nunca interferiu em qualquer operação realizada pela Caixa Geral de Depósitos (CGD). A garantia foi dada, esta quarta-feira, 19 de junho, por Fernando Teixeira dos Santos, antigo ministro das Finanças durante o Governo de José Sócrates, que está a ser ouvido na segunda comissão parlamentar de inquérito à gestão da CGD.

Questionado pelo deputado social-democrata Duarte Marques sobre se tem algum "arrependimento" em quanto à sua atuação enquanto ministro das Finanças, relativamente ao banco público, Teixeira dos Santos rejeita esta ideia.

"O acionista, como acionista, nunca interferiu em qualquer operação que tenha sido efetuada pela Caixa. Nesse sentido, se é nessa área específica que se pergunta se tenho ou não algum arrependimento, não há matéria relativamente à qual deva sentir necessidade de revisitar e de avaliar se deveria estar arrependido", respondeu.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais