Fed corta juros em 100 pontos base para intervalo entre 0% e 0,25%

Jornal de Negócios 15 de março de 2020

O banco central dos EUA voltou a cortar os juros diretores, desta vez em 100 pontos base, para um intervalo entre 0% e 0,25%. E reforça os estímulos à economia com compras adicionais de obrigações e benesses à banca.

A Reserva Federal norte-americana voltou a cortar os juros diretores, desta vez em 100 pontos base, para um intervalo entre 0% e 0,25%. A taxa dos fundos federais regressa assim ao intervalo dos mínimos históricos onde permaneceu por muito tempo, antes de ter sido iniciada a normalização da política monetária.

Donald Trump já reagiu, dizendo estar "muito feliz". O presidente norte-americano, recorde-se, tem exercido bastante pressão e criticado o banco central por não avançar com um corte de juros mais profundo - o que veio agora a acontecer.

A Fed anunciou também este domingo um novo programa de flexibilização quantitativa (quantitative easing – QE) que passa pela compra de obrigações num valor mínimo de 700 mil milhões. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais