Estado distribui milhões em subsídios sem controle

Estado distribui milhões em subsídios sem controle
Diogo Barreto 04 de julho de 2018

Conselho responsável pela protecção dos interesses financeiros dos contribuintes concluiu que 4 mil milhões de euros são entregues sem obedecerem a qualquer enquadramento legal. IPSS são as mais beneficiadas

Foram atribuídos, em 2016, sob a forma de subvenções públicas, mais de 4,3 mil milhões de euros. Ao todo, 528 entidades públicas atribuíram a 92.558 beneficiários. O Conselho Coordenador do Sistema de Controlo Interno do Estado – organismo encarregue de proteger os interesses financeiros dos contribuintes portugueses - considera que os apoios públicos são distribuídos sem "rigor e objectividade". Maiores beneficiários destas subvenções são IPSS e empresas privadas.

O CCSCI conclui no relatório que acompanha a Conta Geral do Estado de 2017 que ainda falta em Portugal "um diploma legal que introduza rigor e objectividade à concessão de subvenções e benefícios públicos", ao contrário do que acontece em vários outros países.

O relatório, revelado pelo "Correio da Manhã" entregue à Assembleia da República considera ainda que dada "a relevância financeira das transferências correntes e do capital do sector público" – cujo valor se situa acima dos 3 mil milhões de euros – é urgente criar um quadro geral para introduzir o rigor necessário para a aprovação destas subvenções públicas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais