Do nosso bolso para os cofres do Estado. O que pode ficar mais caro no próximo ano?

Do nosso bolso para os cofres do Estado. O que pode ficar mais caro no próximo ano?
Rita Pereira Carvalho 13 de outubro de 2021

Embalagens de plástico pagas, bebidas açucaradas, tabaco, álcool, combustível, imposto de circulação são alguns dos exemplos daquilo que poderá aumentar no próximo ano. A proposta do Orçamento do Estado para 2022 sugere ainda que os cofres públicos possam arrecadar mais 13 milhões com as multas resultantes da aquisição de novos radares de controlo de velocidade.

Está aberta a época do Orçamento do Estado 2022. A proposta foi entregue dia 11, segunda-feira à noite, mas há já vários pontos que é melhor apontar, porque vão fazer alguma diferença na carteira, a partir do próximo ano. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais