Já tomou vitamina D? É muito provável que tenha défice

Susana Lúcio 12 de novembro de 2018

Mais de 66% dos portugueses tem défice de vitamina D, concluiu um estudo recente da Faculdade de Medicina de Coimbra e da Nova Medical School. Um problema que está associado "a um aumento da mortalidade por todas as causas", garantiu à SÁBADO o reumatologista, José Pereira da Silva


Lembra-se de ter dados umas gotas ao seu bebé nos primeiros meses de vida? Era vitamina D, prescrita às crianças no primeiro ano de vida para evitar o raquidismo. Mas, estudos recentes indicam que as gotas devem ser dadas até mais tarde e, idealmente, para além mesmo da idade adulta. 

É que, segundo um estudo elaborado pela Faculdade de Medicina de Coimbra com a colaboração da Nova Medical School, cerca de 66,6% da população portuguesa tem défice de vitamina D e 21,2% apresenta deficiência grave. O problema, que está associado a várias doenças, pode ser resolvido com suplemento de vitamina D, garante à SÁBADO o Prof. José Pereira da Silva, director da Clínica Universitária de Reumatologia e director científico do Fórum D

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais