Hospital do Barreiro: Profissionais de saúde obrigados a fazer testes fora da instituição

Hospital do Barreiro: Profissionais de saúde obrigados a fazer testes fora da instituição
Lucília Galha 09 de abril de 2020

Foram infetados no seu local de trabalho mas, no final da quarentena, continuavam à espera que a Saúde Ocupacional lhes passasse as baixas e também que os chamassem para serem novamente testados. Há 30 casos com Covid-19.

Já se passaram 15 dias desde que a assistente operacional recebeu a informação de que estava infetada com Covid-19. A profissional de saúde também está há 15 dias à espera que a Saúde Ocupacional do Hospital do Barreiro, onde trabalha e também onde foi infetada, lhe passe a baixa médica. E esta quarta-feira, 8, foi também o dia em que, por iniciativa própria, e de forma externa à instituição, foi fazer o primeiro teste para perceber se já está curada.

E não é caso único. O Hospital do Barreiro tem 30 profissionais de saúde infetados pela Covid-19 – entre médicos, enfermeiros e assistentes operacionais. A instituição confirmou à SÁBADO o número e indicou que há três serviços deste hospital afetados: Medicina Interna, Cirurgia Geral e Pneumologia.  

A infeção teve origem numa enfermeira do serviço de Medicina Interna, que se terá infetado noutro local onde também trabalha, o Hospital do SAMS. Como se infetaram no seu local de trabalho, e tendo em conta que a Covid-19 é uma doença profissional, caberia à Saúde Ocupacional do Centro Hospitalar Barreiro Montijo tratar das baixas para os profissionais de saúde infetados, assim como dos testes no final do período de quarentena.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais