Crianças que vivem perto de fast-food têm maior probabilidade de serem obesas

SÁBADO 09 de dezembro de 2019

Estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto aponta que 30% dos jovens portugueses têm excesso de peso ou obesidade.

Crianças que vivem em zonas mais desfavorecidas e nas imediações de estabelecimentos de fast-food são quem tem maior probabilidade de se tornarem obesas. Estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), divulgado esta segunda-feira pelo Público, indica que 30% das crianças portuguesas têm excesso de peso ou obesidade.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais