Covid-19

A mesma incidência, mas cinco vezes menos mortes. O que mudou entre 2020 e 2021?

A mesma incidência, mas cinco vezes menos mortes. O que mudou entre 2020 e 2021?
Diogo Camilo 15 de dezembro de 2021

O número de casos de covid-19 é o mesmo de há um ano, mas o número de internados é três vezes menor e o de doentes em UCI é quase quatro vezes menor. A grande diferença? A vacinação. Pela primeira vez em dois meses, e numa altura em que a incidência dispara no país, o número de casos em maiores de 80 anos baixou - o primeiro sinal do efeito da dose de reforço da vacina.

Com os casos de covid-19 confirmados nos últimos 14 dias, Portugal ultrapassou esta semana a barreira dos 500 casos por cada 100 mil habitantes e também o número de casos que registava no mesmo dia do ano passado. No entanto, a mortalidade por covid-19 é quase cinco vezes menor que a que Portugal registava a 14 de dezembro de 2020. E a vacinação não previne só mortes: o número de internados é três vezes menor ao registado na mesma altura do ano passado e o de doentes em UCI é quase quatro vezes menor. E, pela primeira vez em dois meses, a incidência nos mais idosos desceu - o primeiro efeito visível da dose de reforço da vacina.

No último ano, muita coisa mudou: a vacinação começou, avançou em força no país e cobriu quase 90% da população, mas também apareceram novas variantes de preocupação que vieram ameaçar o combate à pandemia.

De acordo com dados consultados pela SÁBADO, a 14 de dezembro de 2020, a incidência registada no país era de 513,5 casos por 100 mil habitantes em 14 dias e Portugal encontrava-se num limbo entre a segunda e a terceira vaga, entre manter as restrições da covid-19 ou "salvar o Natal". Um ano depois sabemos que a variante Alpha proveniente do Reino Unido veio tornar o país naquele com mais mortes e mais infetados em janeiro e fevereiro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais