Portugueses são dos mais honestos no mundo

Portugueses são dos mais honestos no mundo
Diogo Barreto 25 de junho de 2019

Grupo de cientistas testou a honestidade dos povos com uma carteira abandonada no chão. Resultados mostram que, se o objecto tivesse dinheiro, era mais frequentemente devolvido.

Pode representar um dilema, mas por norma a decisão não varia muito. Os portugueses tendem a entregar mais vezes uma carteira que tenha dinheiro lá dentro do que se não tiver. Esta prática parece ser comum em maior parte dos países, revela um estudo sobre honestidade cívica publicado na revista Science, que estudou o comportamento das pessoas, em 40 países, quando encontram uma carteira perdida.

O estudo em questão tentou perceber o impacto que o incentivo monetário pode ter na honestidade individual. A grande maioria da literatura económica consultada pelos autores do estudo correlacionava uma diminuição da honestidade com o crescimento do incentivo monetário, já que o interesse próprio se encontra, quase sempre, acima dos interesses de terceiros. 

Os cientistas sociais decidiram  aplicar um simples teste para tentar perceber como reagiriam pessoas de todo o mundo ao encontrar uma carteira com dinheiro. Os investigadores que conduziram o estudo contrataram 13 estudantes suíços, que "perderam" 17.303 carteiras em 355 cidades, por 40 países. No total, eram feitos aproximadamente 400 testes por país. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais