O discurso de abertura dos Óscares: da falta de mulheres ao único nomeado negro

Correio da Manhã 10 de fevereiro de 2020

Primeiros anfitriões da noite tocaram nas 'feridas' dos prémios da Academia.

O discurso de abertura encabeçado pelos atores Steve Martin e Chris Rock na 92ª edição dos Óscares foi, como tem sido hábito, dirigido às críticas que têm sido feitas à cerimónia.

Martin e Rock tomaram o palco após o momento musical inicial de Janelle Monae e Billy Porter e denunciaram a falta de mulheres na categoria de Melhor Realização e também de nomeados negros, as duas falhas mais apontadas pelos críticos. 

As piadas iniciais deram lugar à questão de Martin: "O que falta na categoria de Melhor Realização?". À qual, Steve responde: "Vaginas?". A resposta levou a aplausos por parte do público como reação. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais