A professora que incentiva empresas com Legos

A professora que incentiva empresas com Legos
Raquel Lito 17 de novembro de 2018

Rita Oliveira Pelica não debita matéria enfadonha, mas ensina as organizações a pensarem estratégias com as famosas peças de plástico. Os alunos são funcionários das mais diversas áreas – e aprovam o método


Prototipar? Não se trata de robótica, nem de linguagem para geeks. O verbo aplica-se às famosas peças de plástico que fizeram parte da nossa infância. Somam agora o propósito de ajudar os adultos a materializarem ideias em empresas das mais diversas áreas (bancos, operadoras de telecomunicações, produção técnica de eventos, etc.). É então que entra o protótipo; dito de outra maneira, os modelos de construção de Lego® Serious Play®.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais