Inês Sousa Real apela à união e quer fortalecer PAN

Lusa 06 de junho
As mais lidas

A nova porta-voz do partido diz que não vai "deixar para trás" a sua base ideológica ou os seus valores", recorrendo ao mote da sua candidatura: "As causas primeiro".

A nova porta-voz do PAN apelou hoje à união interna e comprometeu-se a trabalhar "arduamente" nos próximos dois anos de mandato para fortalecer o partido e fazer avançar as causas que defendem.

Inês Sousa Real
Inês Sousa Real Lusa
"Hoje estamos aqui com um desafio e uma responsabilidade enorme entre mãos, um PAN que faz hoje parte e que se consolidou na vida política, que está em crescimento e que tem a enorme responsabilidade de dar resposta aos diferentes desafios da nossa sociedade, o desafio até de crescer ainda mais, o desafio de sermos um partido único, forte, dedicado e que apresenta trabalho", afirmou Inês Sousa Real no seu discurso de consagração após ter sido eleita líder.

Falando aos congressistas no encerramento da reunião magna do partido, a dirigente deixou um apelo ao partido: "É isso que vos peço aqui hoje, que trabalhemos arduamente no próximo mandato para que daqui a dois anos possamos estar numa posição ainda mais forte, numa posição que nos permita proteger as causas que defendemos de uma forma absolutamente inquestionável, numa posição que nos permita implementar ideias para o país com uma visão integrada e sustentável".

Sobre o congresso, que decorreu sábado e domingo em Tomar (distrito de Santarém), a líder destacou o "debate de ideias, o debate interno plural", considerando que "não significa e jamais deverá significar unanimismo".

"Só isso poderá reforçar o crescimento do PAN, consolidar as nossas ideias, as causas que pretendemos fazer avançar e defender", apontou,

E garantiu que o PAN não vai "deixar para trás" a sua base ideológica ou os seus valores", recorrendo ao mote da sua candidatura: "As causas primeiro".
Artigos Relacionados