Cinco mil enfermeiros na rua por melhores salários

CM 16 de setembro de 2017

Profissionais de saúde defendem a criação de especialistas e subida do ordenado-base de 1200 para 1600 euros.

Por Correio da Manhã

Por mais de seis horas cerca de cinco mil enfermeiros provenientes de todo o País realizaram um protesto em Lisboa com o objetivo de levar o Governo a ceder na subida da remuneração-base de 1200 para 1600 euros, bem como reconhecer a figura do enfermeiros especialista.

A manifestação dos enfermeiros arrancou em frente ao Palácio de Belém, residência do Presidente da República, e terminou ao final da tarde na residência oficial do primeiro-ministro. No palácio de São Bento, elementos do movimento ‘Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia’ entregaram no gabinete de António Costa uma proposta para o contrato coletivo de trabalho. No final, Bruno Reis, um dos dirigentes do movimento, lançou um apelo de união às diferentes estruturas sindicais para a greve que foi anunciada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, e que se realiza entre os dias 3 e 5 de outubro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login