Bulgari: As histórias das jóias e dos seus clientes famosos

Bulgari: As histórias das jóias e dos seus clientes famosos
Sónia Bento 03 de junho de 2018

De uma pequena loja de pratas de um ourives grego, em Roma, nasceu um dos maiores impérios de joalharia. A marca atraiu estrelas, aristocratas e milionários.

Elizabeth Taylor e Richard Burton apaixonaram-se durante a rodagem de Cleópatra, em 1963, nos estúdios da Cinecittà, em Roma. Um dia, o actor britânico quis dar-lhe um presente e perguntou-lhe onde a poderia levar. A diva norte-americana não hesitou: "À Bulgari, claro!" A partir de então, a joalharia da Via Condotti passou a ser a maior testemunha do turbulento romance do casal de Hollywood mais mediático na época. Sempre que as crises os separavam, era lá que faziam as pazes.

Liz Taylor tornou-se uma das melhores clientes dos joalheiros italianos, que não poderiam ter tido melhor embaixadora. A Bulgari passou a atrair não só as estrelas de cinema, como rainhas, princesas e milionários. O livro Bulgari: Treasures of Rome, recentemente lançado – do francês Vincent Meylan, jornalista e especialista em alta joalharia – conta as melhores histórias por trás dos diamantes, das esmeraldas e das safiras compradas pelos clientes mais ilustres da marca, criada em 1884.

A Rainha Isabel II deslumbrada
As fabulosas peças que Burton ofereceu a Liz Taylor percorrem as páginas do livro. Da colecção destaca-se o conjunto de colar, brincos e pulseira, composto por diamantes e 150 quilates de esmeraldas colombianas que pertenceram à grã -duquesa Maria Pavlovna da Rússia. A actriz – que era recebida numa sala privada da loja da Via Condotti, junto à escadaria da Praça de Espanha – tinha uma paixão pelo verde porque, dizia, combinava com os seus olhos cor de violeta. Sempre que usava o conjunto, Taylor parecia não ter mais nada em cima que não fossem as sumptuosas esmeraldas. Em 1976, até a Rainha de Inglaterra não disfarçou o seu deslumbramento ao vê-las no pescoço da estrela. Em 2011, a marca arrematou o conjunto num leilão da Christie’s por 5,2 milhões de euros. "Chegavam furiosos um com o outro, mas bastava uma jóia para ficarem de novo apaixonadíssimos", revelou Paolo Bulgari, neto do fundador Sotirios Voulgaris, ao La Repubblica. "Bulgari era a única palavra que Liz sabia dizer em italiano", contou Richard Burton. Taylor disse ao The New York Times: "Eu ficava tão excitada com as jóias que saltava para cima de Richard e quase fazíamos amor ali mesmo na loja".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login