Mirabolando ou as crónicas recicladas de Manguel
01 de abrilJoão Pedro George

Mirabolando ou as crónicas recicladas de Manguel

O facto de os textos de Manguel publicados no jornal mais vendido em Portugal serem mercadoria antiga, prosa que o tangoso argentino publica e republica, vende e revende, porque este é o seu modo de ganhar a vida, não é particularmente significativo, nem esse é o escopo desta história mil vezes contada. Um ensaio de João Pedro George

Letra Livre

Por causa da espantosa acumulação de papelada impressa, fiquei a dever dinheiro, menti à família, à namorada, aos amigos. Perdi trabalhos, a amada deixou-me, incapaz de lidar com a desordem e a desarrumação da livralhada

Operação Manguel (II)

Se tão fácil foi encontrar verbas para acolher uma biblioteca sobre a qual pouco se sabe, decerto que para as grandes bibliotecas privadas existentes em Lisboa também não faltarão os recursos, para que possam ser abertas ao público

Operação Manguel (I)

Manguel conseguiu em Lisboa o que lhe fora recusado noutros sítios. Nem o Canadá, nem os EUA, nem o México, nem a Turquia, quiseram receber a biblioteca particular do argentino. Em Portugal, pelo contrário, foi de imediato acolhida e com grande regozijo

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)