Cunhado de Ventura eleito dirigente do Chega
OntemAlexandre R. Malhado

Cunhado de Ventura eleito dirigente do Chega Exclusivo

Miguel Nunes, irmão da mulher de Ventura, já tinha sido auditor do Chega nos últimos órgãos sociais, mas manteve-se discreto — até hoje. Discursou enquanto dirigente eleito num congresso controlado (e sem Hondt).

Chega: André Ventura reeleito líder com 98,3%
OntemLusa

Chega: André Ventura reeleito líder com 98,3%

Ventura era candidato único à liderança. Foi agora eleito para um mandato de três anos, que pode ser prolongado, de acordo com os estatutos de 2019 que vigoram no partido.

Administradora da Concorrência tinha mandato de seis anos, mas exerce há nove
27 de janeiroBruno Faria Lopes

Administradora da Concorrência tinha mandato de seis anos, mas exerce há nove Exclusivo

O Governo está há quase três anos para substituir a administradora Maria João Melícias, nomeada ainda por Passos Coelho. Ministério da Economia cita lei para dizer que situação não é ilegal e não sinaliza prazo para a substituição. Atraso é mais um de vários nas nomeações de dirigentes públicos.

Um feitiço que se vira contra o feiticeiro Exclusivo

Os últimos dois meses em Portugal foram inéditos na explosão e intensidade de escândalos relacionados com a conduta de políticos e altos quadros no exercício dos respectivos cargos. Embora inéditos, estes casos não são, porém, surpreendentes, mas sim o culminar de anos de falta de padrões éticos.

Joaquim Morão: o autarca-modelo com pés de barro e em más companhias
26 de janeiroAlexandre R. Malhado

Joaquim Morão: o autarca-modelo com pés de barro e em más companhias Exclusivo

Era glorificado como “o melhor presidente de câmara que o País teve em 40 anos”, mas escondeu dívidas e um rasto de casos duvidosos ou sob investigação. Este é o seu circuito empresarial, onde o amigo Realinho, condenado a pena de prisão, era peça principal.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana