Vice-presidente da Câmara de Beja investigado por vacinação indevida

Paulo Barriga 15 de junho de 2021

Polícia Judiciária investiga Luís Miranda, eleito pelo PS, por alegada vacinação indevida. Autarca é marido da responsável pelo plano de vacinação no Baixo Alentejo.


O vice-presidente da Câmara Municipal de Beja está a ser investigado pela Polícia Judiciária por alegadamente ter sido vacinado de forma indevida contra a COVID-19. Quem o confirmou à SÁBADO foi o próprio magistrado coordenador da Procuradoria da República da Comarca de Beja, salientando que o caso se encontra em segredo de Justiça. Luís Miranda, eleito pelo PS, é marido da também socialista Conceição Margalha, atual presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Ulsba), entidade responsável pela implementação do plano de vacinação anticovid no distrito de Beja.

Em ano de eleições autárquicas, o caso tem gerado assinalável polémica nas redes sociais e na blogosfera local. Ao ponto de Luís Miranda ter usado a sua página de Facebook para considerar "indecorosa qualquer associação a uma situação de privilégio no acesso à vacina, pelas funções públicas que desempenho ou por proximidade familiar". O antigo deputado socialista durante os governos de Durão Barroso e Santana Lopes revelou à SÁBADO que foi "contactado pelo Centro de Saúde de Beja, em 22 de janeiro de 2021, com o objetivo de saber de estava disponível para ser vacinado no dia seguinte, tendo eu respondido afirmativamente".

Ainda segundo Luís Miranda, a primeira dose da vacina foi-lhe ministrada a 23 de janeiro e a segunda a 13 de fevereiro. "Fui vacinado enquanto cidadão com história de enfarte agudo do miocárdio em 2005 e, desde aí, com doença coronária crónica com vários outros episódios agudos". No entanto, e segundo informação publicada no próprio portal da Ulsba, a vacinação dos utentes dos centros de saúde da sua jurisdição teve início apenas a 24 de fevereiro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais