Valentina foi torturada e deixada a sofrer no sofá 13 horas

Eduardo Dâmaso , Tiago Carrasco 10 de novembro de 2020

Valentina foi agredida e deixada 13 horas no sofá, enquanto o pai foi às compras com a madrasta. O Ministério Público acusou Sandro e Márcia de homicídio qualificado e profanação de cadáver. Recorde a investigação da SÁBADO


O pai e madrasta de Valentina foram acusados pelo Ministério Público de homicídio qualificado e profanação de cadáver e abuso e simulação de sinais de perigo. Em Maio, a SÁBADO investigou o caso e revelou todas as suspeitas sobre a morte da criança. Recorde o trabalho publicado na edição 837 de 14 de maio.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais