PSP evitou que filho de Nuno Rogeiro fosse atropelado por mais carros

PSP evitou que filho de Nuno Rogeiro fosse atropelado por mais carros
SÁBADO 13 de fevereiro de 2020

António foi atropelado na Cidade Universitária, em Lisboa. Sofreu múltiplas fraturas numa perna e corre o risco de não poder voltar a andar normalmente. Agente colocou-se à frente de outros veículos para o salvar.

O filho de Nuno Rogeiro, colunista da SÁBADO, atropelado esta terça-feira, foi salvo por um polícia que arriscou a sua própria vida ao atravessar várias filas de trânsito para se colocar à frente de António, de 25 anos, que estava inanimado no chão. O jovem sofreu múltiplas fraturas numa perna e corre o risco de não poder voltar a andar normalmente.

"Era quase inevitável que outros carros lhe passassem por cima", conta o pai à SÁBADO, referindo estar em "eterna dívida" para com o agente da PSP Nuno Mendes. "É uma pessoa a quem eu fico a dever tudo."

O jovem foi levado em estado grave para o Hospital de Santa Maria, na noite de terça-feira, depois de ser atropelado numa "zona mal iluminada" da Cidade Universitária, em Lisboa, e "com carros a virem a grande velocidade", segundo Nuno Rogeiro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais