Marcelo: Dar sangue deve ser “um desígnio de todos”

Lusa 27 de março
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 5 a 11 de agosto
As mais lidas

No Dia Nacional do Dador de Sangue, o Presidente da República alerta para a necessidade de dádivas regulares que permitam uma autossuficiência do país.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinalou hoje o Dia Nacional do Dador de Sangue em Belém, alertando para a necessidade de dádivas regulares que permitam uma autossuficiência do país, considerando-o "um desígnio de todos".

Marcelo Rebelo de Sousa - tomada de posse - Porto
Marcelo Rebelo de Sousa - tomada de posse - Porto Lusa

Numa mensagem publicada na página oficial da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que hoje recebeu no Palácio de Belém o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) e aceitou a distinção de "Mensageiro da Dádiva", incentivou a dádiva voluntária de sangue.

"Aumentar a consciência sobre a necessidade de dádivas regulares de sangue, contribuindo para a autossuficiência do país nesta matéria, agravada pela pandemia que vivemos, é um desígnio de todos. Mais do que nunca, cuidar uns dos outros promove a coesão da comunidade e concorre para uma sociedade mais saudável e participativa. O Presidente da República agradece aos dadores pela sua generosidade e altruísmo, determinados em salvar vidas e tornar o mundo num lugar melhor", lê-se na mensagem divulgada.

O Instituto Português do Sangue classifica como "excecional e sem precedentes" a resposta da sociedade ao apelo à dádiva lançado no início do ano, permitindo manter a dádiva de sangue mais elevada do que em 2020.

O IPST adiantou que no mês de janeiro o número de dádivas de sangue e componentes sanguíneas foi 36,1% superior ao período homólogo de 2020, antes da pandemia, tendo sido realizadas 17.406 dádivas.

Em fevereiro foram realizadas 17.843 dádivas de sangue, mais 7,6% do que no mês homólogo, que foi o que registou o maior número de dádivas em todo o ano passado.

Ao dia de hoje, as reservas de concentrados eritrocitários do IPST situam-se entre os 10 e os 41 dias e os dias de reserva estratégica nacional, considerando as reservas existentes nos hospitais, entre os 29 e os 48, consoante os grupos sanguíneos.

Numa mensagem divulgada na véspera do Dia Nacional do Dador de Sangue, que hoje se assinala, a presidente do IPST agradeceu a todos os que deram sangue, às federações, associações e grupos de dadores pelo seu contributo na promoção da dádiva e na organização de sessões de colheita.

O IPST agradeceu ainda aos profissionais de saúde, "pelo seu empenho, dedicação e competência".

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais