Maçonaria e a Eterna Fêmea, o programa de um mestrado em Direito

Maçonaria e a Eterna Fêmea, o programa de um mestrado em Direito
Diogo Camilo 21 de setembro de 2020

Direito Penal IV é uma unidade curricular de dois mestrados da Faculdade de Direito de Lisboa e tem conteúdos como o "aproveitamento pelo género feminino" ou a "violência doméstica como disciplina doméstica".

"Aproveitamento pelo género feminino", a "violência doméstica como disciplina doméstica" ou "substituição da moral de Cristo pela imoralidade da besta": estes são apenas alguns dos conteúdos programáticos de uma unidade curricular presente em duas especialidades do Mestrado em Direito e prática jurídica da Faculdade de Direito de Lisboa (FDUL).

A cadeira de "Direito Penal IV", leccionada pelo professor auxiliar Francisco Manuel Fonseca Aguilar, é de carácter obrigatório na Especialidade de Direito Penal e opcional na especialidade de Especialidade de Ciências Jurídico-forenses e em ambas tem como seu objetivo, descrito na ficha da unidade curricular, "aprofundar a capacidade de reflexão e de pensamento crítico autónomo sobre o Direito" e "proporcionar" novos conceitos como a "crítica da transformação de facto do Direito em torto".

Por isso, o seu programa consiste n’"O torto tribal penal maçónico e o torto tribal penal de género e identitário como ‘iluminista’ torto tribal penal anticristão". Depois de uma breve história sobre a evolução histórica e legal do direito penal, a unidade curricular tem como quarto ponto no seu programa "pressupostos positivos" que incluem a "substituição da verdade descoberta pelo homem pela mentira construída pelo homem" e a "substituição da moral de Cristo pela imoralidade da besta".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais