Polémica

Historiadores arrasam livro de José Gomes Ferreira

A obra chama-se Factos Escondidos, mas os especialistas dizem que tem demasiados erros à mostra. O texto do jornalista José Gomes Ferreira é um repositório de conspirações e velhas teorias desmontadas há muito, acusam os historiadores. Até um podcast temático a criticar a obra ponto por ponto entrou para os tops.

Os historiadores nem sempre concordam, mas nas críticas ao livro de José Gomes Ferreira Factos Escondidos da História Portugal tem havido consenso: "Ignorância enciclopédica" (Roger Lee de Jesus); "ou é ingénuo ou malicioso" (Paulo Jorge de Sousa Pinto); "teorias rocambolescas" (Paulo M. Dias). 

A crítica chegou também às páginas de jornais, com o historiador Rui Tavares, no Público, a pôr em causa a tese de Gomes Ferreira de que os especialistas se conformaram a uma visão oficial, recusando factos que a contrariem: "Alguém acredita que se fosse possível fazer antecipar, já nem digo incontestavelmente, mas pelo menos de forma rigorosa e comprovável, a descoberta da América por várias décadas e atribuí-la aos portugueses, toda essa gente teria evitado fazer a comemoração de tal facto por conveniência política?"

As críticas parecem ter tido algum efeito público: o episódio do podcast Falando de História dedicado ao livro tornou-se um sucesso imprevisto. Esteve vários dias no número dois dos podcasts nacionais e em 4º no Spotify, um fenómeno para uma emissão dedicada a temas históricos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais