Epidemiologista avisa sobre medidas: "Logo que aliviamos a mola, ela volta a subir"

Epidemiologista avisa sobre medidas: 'Logo que aliviamos a mola, ela volta a subir'
Leonor Riso 03 de dezembro de 2020

Manuel do Carmo Gomes frisou que até que uma percentagem significativa da população seja vacinada, as medidas são necessárias.


Manuel do Carmo Gomes, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, deu os exemplos da Holanda e da República Checa para sublinhar a importancia das medidas para travar a propagação do novo coronavírus. "É um aviso para nós: logo que aliviamos a mola, a mola vai subir. Provavelmente vai ser assim até vacinarmos uma percentagem significativa da população."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais