Enfermeiros: Sindepor avançará com queixa-crime se tiver de abdicar do direito à greve

Lusa 19 de fevereiro de 2019
As mais lidas

Carlos Ramalho diz que "a homologação do parecer da Procuradoria-Geral da República apenas torna oficial aquilo que é uma posição do Governo". "Não é uma decisão jurídica", acusa.

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor) diz que não abdica do direito à greve e que, se os enfermeiros forem notificados para prescindir desse direito, trabalharão sob protesto e vão apresentar uma queixa crime contra o Governo.

greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
greve enfermeiros - manifestação Sindepor
"O Sindepor não vai prescindir daquilo que é um direito legítimo que é o direito à greve. Vamos manter a nossa posição e vamos dizer aos enfermeiros que temos de nos manter em greve", disse à agência Lusa Carlos Ramalho, do Sindepor.

O responsável acrescentou ainda que, "se os enfermeiros forem notificados, por escrito, pelos conselhos de administração, para o facto de terem de prescindir desse direito e serem obrigados a trabalhar, irão trabalhar, mas vão preencher um documento a dizer que estão a ser coagidos e obrigados a trabalhar e a abdicar de um direito como é o direito a greve".

"Se formos obrigados, vamos trabalhar, sob protesto, e apresentar uma queixa crime contra aqueles que nos estão a coagir e ameaçar ilegitimamente", disse Carlos Ramalho, acrescentando: "Lembro que a homologação do parecer da Procuradoria-Geral da República apenas torna oficial aquilo que é uma posição do Governo. Não é uma decisão jurídica".
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais