Empresas recusam horário flexível a pais de menores de 12 anos

Empresas recusam horário flexível a pais de menores de 12 anos
Mariana Branco 25 de junho de 2018

Apesar de estipulado na lei, as empresas não aceitam alterar períodos de trabalho a funcionários com filhos menores de 12 anos, o que origina 85% das queixas na CITE.

O direito ao horário flexível para pais de crianças menores de 12 anos está na origem de 85% das queixas na Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE). Segundo o Diário de Notícias, as empresas não aceitam alterar períodos de trabalho a funcionários com filhos, como estipulado na lei.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais