Covid-19: Marta Temido assume atrasos na entrega de ventiladores e kits de extração

C.A.C. 12 de abril de 2020

Ministra da Saúde aponta questões logísticas para o alargamento dos prazos de entrega previstos. Alteração da regulamentação dos transportes na China é um dos motivos da demora.

A ministra da Saúde, Marta Temido, revelou que chegaram mais 900 mil testes e 920 mil zaragatoas a Portugal este sábado, assim como mais um milhão de máscaras cirúrgicas e 700 mil máscaras respiradores.

Na conferência de imprensa diária depois de revelados os dados mais recentes da pandemia covid-19, Marta Temido 
assumiu que a entrega dos kits de extração, "um dos componentes essenciais à realização dos testes", está atrasada.  Também 508 ventiladores que deviam ter chegado a Portugal estão atrasados, devido à alteração da regulamentação de transportes na China que atrasou as entregas em cerca de 8 dias.

A governante defendeu, ainda, que o País "fez a preparação adequada" para fazer frase à crise provocada pelo novo coronavírus, tentando diariamente evitar que achas falhas dentro de um contexto de consumo brutal. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais