Catorze académicos alvo da extrema-direita no Facebook

Catorze académicos alvo da extrema-direita no Facebook
Sara Capelo 14 de agosto de 2020

Apesar de nunca o referir abertamente, pelo conteúdo, a página aparenta ser de extrema-direita. Rui Costa Lopes, um dos investigadores referidos, diz que "o racismo é um vírus em evolução".

Académicos denunciados como extremistas

Durante 18 dias de julho, 14 investigadores nas universidades portuguesas, dois jornalistas do Público e Sónia Pereira, a Alta Comissária para as Migrações, foram apontados por uma página no Facebook como "os 'piratas' que saqueiam os Portugueses a mando do regime". A página anónima Piratas do Regime caracteriza-se como "organização política" e refere que tem como objetivo ser um "breve expositório" dessas personalidades. 

São, segundo as palavras escritas nos vários posts num português pré-acordo ortográfico, "académicos extremistas", "ativistas anti-brancos", "'anti-racistas' e defensores da substituição demográfica" que se "multiplicam nas universidades portuguesas" e "promotores de ideologias 'anti-nacionais'" que "visam vingar e castigar os portugueses pelo seu passado colonial".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação