O belo verão
Eduardo Dâmaso
05 de agosto

O belo verão

Não tenhamos ilusões, se não prevalecer o bom senso, a fatura italiana há de vir lá para o outono e também vamos pagá-la de alguma forma. Gozemos, portanto, o belo verão porque a nossa vida será tudo menos fácil nos tempos que estão para chegar.

Itália sempre foi um enigma de luz e sombras. Um belo e bem-disposto enigma, mas um enigma. Tem o Norte europeu, o Sul árabe, africano, grego, mediterrânico na sua essencialidade. Tem um património cultural único, uma complexa identidade linguística, uma economia dinâmica cercada pela informalidade e pelos circuitos paralelos do dinheiro, da influência e dos poderes ocultos. Cercada também por uma dívida pública, que representa 153% do PIB.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais