Será o combate à corrupção uma prioridade no orçamento de Estado para 2022?
Paulo Lona
12 de outubro

Será o combate à corrupção uma prioridade no orçamento de Estado para 2022?

É essencial um orçamento que efetivamente dê resposta à necessidade de reforço de meios humanos, que permita a entrada de magistrados do Ministério Público, oficiais de Justiça e policias em número suficiente para garantir o funcionamento do sistema de Justiça.

Em breve iremos tomar conhecimento do orçamento de Estado para o ano de 2022 e ficaremos, então, a saber até que ponto a Justiça é (ou não) uma prioridade para o poder executivo.

Saberemos se o poder executivo pretende (ou não) dar resposta às necessidades prementes do Ministério Público.

Saberemos se o poder executivo pretende (ou não) combater a corrupção, conferindo os meios indispensáveis (humanos e materiais) para tal a quem é titular da ação penal e a quem, na sua dependência funcional, no terreno, auxilia e investiga (os técnicos de justiças e as policias).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui