"Voltámos a tomar controlo" do Reino Unido, afirma Theresa May

'Voltámos a tomar controlo' do Reino Unido, afirma Theresa May
Diogo Barreto 25 de novembro de 2018

A primeira-ministra britânica escreveu uma carta onde diz ter cumprido o seu trabalho ao conseguir fazer aprovar o acordo para o Brexit com a União Europeia.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, escreveu uma carta aberta a todos os britânicos onde jurava ter, desde o início do seu mandato, fazer todos os possíveis para fazer cumprir o resultado do referendo que ditou o Brexit. E na missiva tudo parece bom para o Reino Unido, apesar de o documento agora assinado estar a ser altamente contestado no barlamento britânico. May diz que, finalmente, o Reino Unido volta a ter controlo sobre as suas fronteiras, dinheiro e justiça.

May chegou ao poder para substituir David Cameron que prometia que se demitiria na eventualidade de no Brexit ser aprovado. A actual primeira-ministra chegou então ao número 10 de Downing Street com uma missão clara: deveria conduzir o destino do Reino Unido nas negociações desta decisão única. "Desde o meu primeiro dia, sabia que tinha uma missão clara à minha frente, um dever a cumprir em vosso nome: honrar o resultado do referendo e assegurar um futuro melhor para o nosso país pela negociação de um bom acordo do Brexit com a União Europeia", escreveu May na carta divulgada através da rede social Twitter.

As negociações dos termos deste acontecimento único na história - até ao momento, nenhum país abandonou a União Europeia - começaram logo em 2016 e têm-se arrastado até que este fim-de-semana, os 27 membros restantes da UE aprovaram o acordo assinado com o Reino Unido, fechando um capítulo ditado pela vontade dos britânicos. "Durante as longas e complexas negociações que tiveram lugar no último ano e meio, nunca perdi de vista esse dever."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais