Relógio de vítima dos nazis chegou ao filho 75 anos depois

Diogo Camilo com Leonor Riso 29 de março de 2018

Jean Duret combateu na Segunda Guerra Mundial e deixou para trás um relógio de família, resgatado por uma alemã que o entregou ao seu filho.

Há quase 75 anos, em Dezembro de 1943, Jean Duret conseguiu salvar-se do exército nazi durante a Segunda Guerra Mundial. O jovem, pertencente à resistência francesa, conseguiu fugir das forças alemãs quando estava na pequena localidade de Habère-Lullin, onde residia, na Alta Saboia, perto da fronteira da França com a Suíça.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais