João Lourenço: É uma "ofensa" a forma como Portugal lidou com o caso de Manuel Vicente

Alexandra Pedro , A.R.M. 08 de janeiro de 2018

Presidente de Angola falou sobre o pedido de transferência do processo do antigo vice-presidente de Angola.

O Presidente de Angola, João Lourenço, falou esta segunda-feira sobre Portugal não ter acedido ao pedido de transferência do processo do ex-vice-presidente do país, Manuel Vicente, para Angola. O actual presidente classificou o processo como uma "ofensa". 

Em entrevista colectiva para assinalar os primeiros 100 dias às frente do executivo angolano, a decorrer esta segunda-feira, 8 de Janeiro, em Luanda, João Lourenço explicou que Angola pediu a transferência do processo, ao abrigo de um acordo judiciário que existe entre a Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa. No entanto, Portugal recusou o pedido alegando não confiar na justiça angolana.

"Portugal, lamentavelmente, não satisfez o pedido", afirmou João Lourenço, acrescentando que a intenção não seria de "livrar" Manuel Vicente das acusações nem "pedir que o processo seja arquivado". "Consideramos isso uma ofensa, não aceitamos esse tipo de tratamento e por esta razão mantemos a nossa posição e vamos aguardar pacientemente a conclusão do processo em Portugal", afirmou o líder angolano.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais