Erro nos documentos de libertação leva um homem a suicidar-se em Inglaterra

Sofia Parissi 22 de junho

Brian foi descrito por um polícia como sendo pedófilo, o que não era verdade e terá motivado o seu suicídio, segundo declarou um tribunal em Teeside.

Brian Temple, natural de Redcar, em Inglaterra, foi preso por roubar folhados de salsicha num supermercado. Passado sete meses do incidente o homem acabou por se suicidar, com apenas 34 anos, na véspera de ano Ano Novo em 2017. Brian foi descrito nos papéis da sua libertação como sendo pedófilo, o que não era verdade e terá motivado o o seu suicídio, segundo declarou agora um tribunal em Teeside.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais