Detidas oito pessoas em Marrocos por ligação a rede de emigração ilegal

Lusa 25 de dezembro de 2019
As mais lidas

Uma busca nas casas dos suspeitos levou à apreensão de um número indeterminado de documentos de identidade e passaportes de candidatos à emigração ilegal.

Os serviços de segurança de Marrocos detiveram oito pessoas por alegada ligação a uma organização criminosa de tráfico de emigrantes, noticiam esta quarta-feira a Efe e a AFP.

ABDELHAK SENNA/AFP/Getty Images

Uma busca nas casas dos suspeitos levou à apreensão de um número indeterminado de documentos de identidade e passaportes de candidatos à emigração ilegal, além de vistos falsificados e três veículos usados na atividade criminosa da organização.

Segundo a agência France-Presse (AFP) foram também apreendidos aparelhos eletrónicos e telemóveis.

O Departamento Central de Investigações Judiciais, que combate o terrorismo e o crime organizado, levou a cabo a operação na terça-feira e também deteve um candidato à emigração ilegal no aeroporto Mohamed V em Casablanca, supostamente ligado à mesma rede.

As fontes de segurança não revelaram as nacionalidades dos detidos nem as cidades onde ocorreram as detenções.

No seu balanço anual, publicado na segunda-feira, a Direção-Geral de Segurança Nacional anunciou que desmantelou 62 redes de emigração ilegal e prendeu mais de 500 pessoas em 2019.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana.
Boas leituras!
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais