Centenas limitam protesto que juntou cerca de 20 nacionalistas em Washington

Centenas limitam protesto que juntou cerca de 20 nacionalistas em Washington
Leonor Riso 13 de agosto de 2018

Manifestação contra o racismo assinalou um ano da morte de Heather Heyer em Charlottesville.

Centenas de pessoas encheram as ruas de Washington contra um comício de nacionalistas brancos, chamado Unite the Right 2, este domingo. A manifestação aconteceu no dia em que se assinalou um ano da morte de Heather Heyer, que morreu atropelada por um homem que investiu com o carro contra um grupo de activistas em Charlottesville. Tudo aconteceu durante um protesto de nacionalistas contra a remoção de uma estátua. 

Este domingo, a polícia manteve os dois lados do protesto separados frente à Casa Branca. O comício de nacionalistas brancos durou cerca de duas horas e reuniu mais de 20 pessoas. Os organizadores esperavam mais de 400. Jason Kessler foi um dos organizadores, e também esteve envolvido no comício de Charlottesville. "Todos tiveram a possibilidade de falar e penso que foi uma grande melhoria quanto a Charlottesville. Foi um precedente que tinha que ser colocado. Foi mais importante que tudo", afirmou Kessler à Reuters. O protesto acabou disperso quando a chuva caiu.

Quando os nacionalistas saíram de uma estação de metropolitano, os activistas contra o racismo chamaram-lhes nazis. Dan Haught era uma dessas pessoas. "Queríamos enviar uma mensagem ao mundo em como somos mais do que eles", contou à Reuters, enquanto empunhava um cartaz em que se lia: "Voltem para debaixo das pedras seus palhaços nazis."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais