Brexit pode custar 1000 milhões de euros a Portugal

Susana Lúcio 19 de junho de 2016

A quatro dias do referendo, o Fundo Monetário Internacional alertou para o impacto negativo que a saída do Reino Unido terá no país e na Europa

A campanha para o referendo que irá ditar a permanência ou saída do Reino Unido da União Europeia foi retomada hoje após ter sido suspensa pelo assassinato da deputada Jo Cox, morta na passada quinta-feira por um homem que gritou "Britain First", nome do partido britânico de extrema direita.

 

Uma sondagem, divulgada hoje, revela uma inversão na tendência do voto favorável à permanência do Reino Unido na União Europeia. De acordo com a mesma, 44 por cento dos britânicos irá votar pela permanência no dia 23 de Junho.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais