Acusada de racismo, H&M retira fotografia polémica

Acusada de racismo, H&M retira fotografia polémica
Mariana Branco 08 de janeiro de 2018

A marca de roupa sueca foi alvo de críticas nas redes sociais, após utilizar um modelo infantil negro para vestir uma camisola em que se lê "o macaco mais fixe da selva".

A marca de roupa H&M começou a semana a ser alvo de críticas nas redes sociais, após utilizar um modelo infantil negro para vestir uma camisola em que se lê "o macaco mais fixe da selva". A fotografia, exposta no catálogo online, foi entretanto retirada.

Nas redes sociais, vários utilizadores partilharam a imagem da marca de roupa sueca, acompanhados de comentários negativos e de desaprovação. Grande parte das críticas compara o modelo branco, que veste uma camisola com as palavras "especialista em sobrevivência".

O actor norte-americano Jaleel White divulgou a imagem no Instagram, afirmando que se recusa a "acreditar que a empresa seja assim tão burra e insensível ao usar um rapaz negro para vestir uma camisola com capuz onde se lê 'o macaco mais fixe da selva' e um rapaz branco com uma camisola com capuz onde se lê 'especialista em sobrevivência'".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais