Teatro Praga: do nada à Sagração em três partes

Em 1913, o bailado de Nijinsky com música de Stravinsky deu escândalo. Não há registos do que foi, mas o Teatro Praga tenta reimaginá-lo, com a Orquestra Sinfónica Metropolitana, no CCB.

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 30 de junho a 6 de julho
As mais lidas GPS
Rita Bertrand 16 de junho
André Teodósio, Diogo Bento, José Maria Vieira Mendes e Cláudia Jardim dirigem a companhia e assinam a criação
André Teodósio, Diogo Bento, José Maria Vieira Mendes e Cláudia Jardim dirigem a companhia e assinam a criação Carlos Pinto

É Diogo Bento, criador e intérprete da versão de A Sagração da Primavera que o Teatro Praga estreia esta sexta-feira, 17 de junho, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que conta à SÁBADO que “todo o espetáculo é coreográfico, embora comece mais teatral, com texto”. No entanto, enquanto a orquestra toca, tudo o que se vê em palco é movimento.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana