Os filmes gay do Queer estão de volta a Lisboa

Festival decorre de 16 a 24 de setembro. Fogo-Fátuo, de João Pedro Rodrigues, e documentários sobre Esther Newton e Patricia Highsmith destacam-se na programação.

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 22 a 28 de setembro
As mais lidas GPS
Rita Bertrand 14 de setembro
Fogo-Fátuo, de João Pedro Rodrigues, é o filme de abertura
Fogo-Fátuo, de João Pedro Rodrigues, é o filme de abertura

Fogo-Fátuo, de João Pedro Rodrigues, e Esther Newton Made Me Gay, de Jean Carlomusto, os títulos de abertura e encerramento, são dos filmes mais fortes desta 26.ª edição do festival Queer Lisboa, de regresso ao Cinema São Jorge entre 16 e 24 de setembro. Mas são também de destacar as projeções dos mais recentes filmes de Alain Guiraudie, Catherine Corsini, Yann Gonzalez, Leonardo Brzezicki ou Sébastien Lifshitz, assim como a longa-metragem paquistanesa Joyland, duplamente premiada na mais recente edição do Festival de Cannes. O festival exibe ainda, em Sessão Especial, a estreia do mais recente filme do realizador argentino Marco Berger, Los Agitadores, uma reflexão brutal sobre a masculinidade tóxica.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana