Jacques Audiard: "Sou um realizador, não um jardineiro"

Jacques Audiard: 'Sou um realizador, não um jardineiro'
Markus Almeida 01 de março de 2019

Foi assim que o cineasta Jacques Audiard respondeu a quem lhe disse que Os Irmãos Sisters – o seu western com Joaquin Phoenix, John C. Reilly, Jake Gyllenhaal e Riz Ahmed – não tem paisagens suficientes. Conversa em Lisboa.

O cineasta francês de 66 anos veio a Portugal em novembro mostrar Os Irmãos Sisters na abertura do LEFFEST – o festival de cinema de Lisboa e Sintra criado por Paulo Branco, de quem é amigo "há muitos anos", mas com quem nunca trabalhou. "Por isso é que ainda somos amigos", admitiu, tentando disfarçar o sorriso.

O pretexto da conversa com Jacques Audiard foi exatamente Os Irmãos Sisters, já nas salas portuguesas, que lhe valeu a distinção de Melhor Realizador no último Festival de Veneza - que soma à igualmente relevante Palma de Ouro do Festival de Cannes, com Dheepan (2015), um filme falado em língua tamil.

Western americano, porém atípico, é a adaptação do romance homónimo do canadiano Patrick de Witt (n. 1975), que narra a história dos irmãos Eli e Charlie Sisters (Reilly e Phoenix), dois assassinos que no pico da corrida ao ouro, em 1851, são contratados para - com a ajuda de John Morris (Jake Gyllenhaal) - perseguir, roubar e matar Hermann Kermit Warm (Riz Ahmed), um químico que descobriu a fórmula para encontrar ouro sem grandes trabalhos nem complicações.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui